menu

Product Box – Parte II: Simulando a dinâmica com um exemplo real

Por

No último post sobre o assunto Product Box explicamos como esta dinâmica funciona e em quais cenários e contextos é possível  utilizá-la.

Simulamos agora uma aplicação real do Produto na Caixa em que usamos o próprio Kudoos como exemplo de estudo. Veja como fizemos e, tendo dúvidas e sugestões, abuse da caixa de comentários…

4 comments

  1. Leonardo Campos

    Parabéns, Gui. O vídeo ficou muito massa 😉

    Apesar do Product in a Box ser uma prática normalmente utilizada antes do início do projeto, será que se fizéssemos novamente a atividade para o Kudoos teríamos o mesmo resultado?
    O que você acha de revalidar um projeto em andamento com essa técnica?

    Abraços

    Posted on agosto 24, 2013
  2. Pingback: 6 passos: Da ideia ao planejamento e execução | Kudoos

  3. Éverton Bueno Lima

    Primeiramente, parabéns pelo excelente post sobre o Product Box I e II, não tinha conhecimento sobre essa dinâmica, achei ela muito interessante e bem simples de ser utilizada.

    Eu visualizei essa dinâmica dentro de um projeto SCRUM, por exemplo, para definir a visão do produto, no inicio devemos definir a visão do produto para que o Dev Team possa entender o que o realmente o cliente quer, essa prática no inicio de um projeto é excelente para que todos entendam a visão do cliente e o que ele realmente quer.

    Essa prática até simplifica a explicação do cliente, pois muitos tem dificuldade de explicar e expor sua visão, eles sabem o que querem, mas não conseguem expor a sua visão do seu produto.

    Acima citei um pequeno exemplo onde possa ser usada a dinâmica, se eu entendi bem, mas ela pode ser usada em vários outras práticas, agora respondendo a pergunta “se nós fizéssemos novamente essa atividade para o Kudoos teríamos o mesmo resultado?”, A minha opinião é “NÃO”, não teríamos o mesmo resultado, agora se a empresa tiver se acomodada, minha resposta seria outra, seria “SIM”, mas não sei quanto tempo a empresa sobreviveria, pois a empresa deve melhorar continuamente, porque a cada dia que passa ou melhor a cada minuto, segundo e etc que passa, uma novidade é lançada, agora se nessa dinâmica você mudasse a pessoa ou fizesse uma rotatividade dos integrante ai sim minha resposta é única “NÃO”, porque várias pessoas ou grupos diferente teríamos várias opiniões diferente, discussões, e etc, porque imaginem, você tem 10 gerentes que pensam iguais, para que manter os 10 gerentes se posso manter um só, que o pensamento ou resultado seria o mesmo.

    Posted on abril 11, 2016
    • Rafael Buzon

      Olá Éverton, obrigado pelo comentário. A dinâmica realmente dá para ser aplicada em vários contextos diferentes e traz uma poderosa comunicação que contribui na clareza daquilo que se está buscando construir. Grande abraço!

      Posted on abril 12, 2016

Leave your reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go to top